Entrevista de Rarafónica a Gonzalo Parada (Presidente del CSANF)

Tamil Eelam Football Team -Viva World Cup 2012

sábado, 13 de abril de 2013

Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Lazer de Jaraguá - GO

 
 
Na próxima sexta-feira, 13, começa o Campeonato Municipal de Futebol de Campo, a abertura oficial está marcada para as 20h, no Estádio Municipal Amintas de Freitas. O jogo de abertura será entre Assay Super Salles x Vila Isaura, a partida é considerada um clássico pelo potencial das duas equipes nas últimas edições da competição. De acordo com o Secretário de Juventude, Esporte e Lazer, Cleiber Júnior, a edição deste ano terá um recorde de equipes participantes. “Serão 14 times na 2ª Divisão e 9 times na 1ª Divisão e vamos trabalhar para honrar a grandeza do eventos esportivo mais popular do município” frisa.
O formato da competição será o mesmo de 2012, quando todas as equipes da 1ª divisão jogaram entre si na primeira fase, com sistema eliminatório nas fases seguintes. Na 2ª divisão, serão formados dois grupos com 7 equipes cada, e os 4 melhores de cada grupo se classificam para a fase eliminatória. “Para que possamos fazer um campeonato de alto nível, vamos depender da colaboração de todas as equipes, em todos os sentidos, principalmente no respeito ao regulamento” ponderou.
Pelas regras da competição, na 1ª divisão as equipes poderão contratar jogadores de outros municípios e não há limites de atletas. Para a 2ª divisão a regra é o inverso, só poderão ser inscritos jogadores que comprovadamente residam no município “É o verdadeiro campeonato do município” frisa. Cada equipe poderá inscrever até 30 atletas.
Premiação: O campeão da 1ª divisão, irá embolsar 5 mil reais, a maior premiação da competição. 1,5 mil reais ficarão com o campeão da 2ª divisão, além de premiações menores para os vices-campeões das duas divisões, bem como aos goleiros menos vazados e aos artilheiros. “Tudo será pago em dinheiro, além dos troféus e medalhas” adianta Cleiber Júnior.
Punições: Em 2012 vários atletas e dirigentes foram punidos com penas duras, por vendas e manipulação de resultados. Alguns pegaram de 1 a 2 anos de suspensão da competição, ao todo 53 atletas foram punidos. Agora com o desejo de participar da competição, os dirigentes e atletas entraram com recursos e de acordo com o Cleiber Júnior, a organização do campeonato consultou o departamento jurídico da prefeitura, que orientou a transformar as penas em pagamento de cestas básicas, que serão revertidas para entidades filantrópicas ligadas a Fundação Grace Machado.
“Há jogadores que irão pagar uma cesta básica, outros quatro cestas, vai depender de cada caso, mas a pena máxima será de no máximo cinco cestas básicas nos caso de punições mais altas. Foi à forma que encontramos de mantermos as punições, sem prejudicar os atletas que querem participar da competição” concluiu o secretário.