Entrevista de Rarafónica a Gonzalo Parada (Presidente del CSANF)

Tamil Eelam Football Team -Viva World Cup 2012

sábado, 14 de mayo de 2011

Liga de Futebol Amador de Sorocaba (LFAS)


Criada formalmente no dia 29 de abril e anunciada no final de semana, a Liga de Futebol Amador de Sorocaba (LFAS) pode mudar os rumos do esporte na cidade. A nova entidade é filiada à Federação Paulista de Futebol (FPF) e deve organizar campeonatos de categorias menores a partir do segundo semestre, mas não descarta realizar competições de adultos.
Pela lei brasileira, os clubes que formam jogadores entre 13 e 17 anos de idade têm direito a uma porcentagem no caso de negociação dos atletas. Para cada ano que o jogador passou no clube, a legislação prevê o repasse de 1% em todas as negociações futuras em que ele estiver envolvido. Mas, para isso, é necessário o time que revelou o atleta faça parte de uma Liga, que por sua vez esteja filiada à federação estadual.
"A solução que encontramos foi criar a Liga, para que as competições das categorias de base de Sorocaba tenham valor para gerar esse direito de formação", explica José Ricardo Rezende, vice-presidente da LFAS e diretor geral da Justiça Desportiva sorocabana. O presidente da Liga é Antônio Francisco Mascarenhas, que já foi vice-presidente do São Bento. "Se tivermos o próximo Neymar correndo nos campos de Sorocaba, isso vai reverter para o clube formador", analisa José Ricardo.
Para filiar a entidade à Federação Paulista foi necessário o pagamento à vista de R$ 6 mil. O valor foi pago pelo EC Manchester, um dos dois clubes fundadores da LFAS -- o outro é o Centro de Formação de Atletas de Sorocaba. Ainda será necessário recolher cinco parcelas de R$ 1.050,00. "A diretoria está engajada em buscar algum apoiador. Se não conseguirmos, a própria diretoria vai arcar com esse valor e será ressarcida quando entrarem as primeiras filiações", diz o vice-presidente.
Na próxima segunda-feira, os diretores da Liga farão uma reunião para definir o valor da taxa de filiação. Já é certo que para fazer parte da entidade os clubes precisam ser formalmente constituídos, com estatuto registrado em cartório e ata de eleição da diretoria, por exemplo.

Campeonato Amador
Apesar de nascer com o objetivo principal de organizar campeonatos de base, a nova Liga sorocabana não descarta a possibilidade de realizar outras competições. "É evidente que se a Semes tiver interesse e apoiar a liga, vamos reunir a diretoria, avaliar essa situação e dizer em quais condições teríamos de fazer isso", afirma José Ricardo.
Os campeonatos de várzea, que atualmente são promovidos pela Secretaria Municipal de Esportes (Semes), vêm sofrendo nesta temporada com violência e ameaças contra árbitros e falta de segurança nos campos.
Uma eventual competição entre times de adultos organizada pela LFAS seria denominada Campeonato Amador e poderia substituir o atual Varzeano em suas várias divisões. "Não existe nenhum fator impeditivo para que a gente fale que não vai fazer (o campeonato). Se esse for um desafio colocado para a Liga, vamos deliberar sem nenhum problema."
O vice-presidente cita o recém-criado Campeonato Estadual de Seleções de Ligas, promovido pela FPF, como um fator que pode motivar os clubes. "Eles vão ter esse olhar de integrar a seleção da Liga. Isso cria um ambiente novo, uma expectativa nova, independente dos atuais problemas da violência", acredita.
Um eventual Campeonato Amador também traria novo olhar para problemas que vêm ganhando espaço nos campos de Sorocaba. Questões como segurança e assistência médica, por exemplo, deixariam de ser atribuições do município. "A responsabilidade civil deixa de ser da administração pública e passa a ser dos dirigentes, inclusive dos clubes", diz José Ricardo.

Liga de Futebol Amador de Sorocaba
Presidente: Antônio Francisco Mascarenhas
Vice-presidente: José Ricardo Rezende
Secretário: José Antônio Fernandes Paes (Tico)
Tesoureiro: Almir Laurindo
Diretor técnico desportivo: Ivan Gonçalves Jardim Filho
Conselho Fiscal: Marinaldo José Pires da Silva, Marcos Antônio Matheus e Octávio Neiva Christófano