Entrevista de Rarafónica a Gonzalo Parada (Presidente del CSANF)

Tamil Eelam Football Team -Viva World Cup 2012

domingo, 26 de septiembre de 2010

Futebol amador em Cuiabá - MT

Quarentões dominam os jogos: abaixo de 35 não é permitido
Seu Isaac Lara: responsável pelo gramado verde, mesmo durante o tempo secoOrdem de chegada é que define quem joga primeiro e quem escolhe os times 

O futebol amador em Cuiabá é hoje exemplo de organização e surpreende até mesmo pelo público que acompanha as partidas que acontecem pelos bairros da cidade. Nas finais do famoso Peladão, o maior campeonato da categoria, o público chega a 12 mil pessoas.

No ano passado, 168 campeonatos ocorreram, promovidos por 68 ligas ou departamentos, segundo dados da Diretoria de Esporte e Lazer (Didel) do município. “Temos 1.400 times amadores cadastrados na cidade”, explicou Cláudio Kiesque, coordenador de esportes da Didel.

“No Brasil não existe futebol amador mais forte do que em Cuiabá. Talvez só ocorra movimento semelhante em Manaus”, completou Cláudio. Prova disso, é o campeonato Peladão, que este ano deverá reunir 600 times na disputa por dois carros 0 km e duas motocicletas. “Há seis anos, quando começou o Peladão, tínhamos 220 equipes”.

Para Cláudio, que acompanha o futebol amador desde 64, como radialista, dificilmente o Mundial de 2014 mudará alguma coisa no esporte local. “Vamos ter jogos durante um mês e só. Depois acabou. Teremos apenas um elefante branco”, afirma o coordenador que se manifestou contra a demolição do estádio Verdão.